Mais de 1.300 bolsas remanescentes integrais e parciais são ofertadas

Para realizar as inscrições Prouni 2019, o aluno candidato deverá, em primeiro lugar, informar o número de inscrição e senha cadastrados no Enem. Caso o aluno não tenha mais esses dados ou não os lembre, ele poderá recuperá-los acessando a página do Enem.

Além das informações referentes ao Enem, o aluno também deverá informar seu CPF. As inscrições Prouni 2019 são gratuitas e realizada pela internet, por meio do site oficial do Prouni.

  • mec.gov.br.

Ao realizar a inscrição Prouni 2019, o candidato escolhe, de acordo com a ordem de sua preferência, até duas opções de instituição, curso, turno e o tipo de bolsa: integral ou parcial (50%). Durante o período de inscrições Prouni, o aluno poderá alterar suas opções. Ao final do prazo, será considerada a última alteração salva.

O que fazer após as inscrições?

No caso de haver mais alunos do que vagas, ao final do prazo de inscrições Sisu, o sistema do Prouni seleciona os melhores candidatos em cada curso, por meio da modalidade de concorrência e de acordo com seu desempenho no Enem.

O candidato selecionado, após entregar a documentação, deverá esperar pela conferência das informações preenchidas pela instituição de ensino que concluirá a aprovação de sua participação no programa. O candidato poderá verificar o resultado Prouni 2019 no próprio sistema de inscrição Prouni 2019.

Cronograma Prouni

O Ministério da Educação junto ao Programa Universidade Para Todos fornece o cronograma Prouni 2019 para que os interessados possam se organizar durante todo o andamento do processo e assim conseguir uma vaga na universidade. Tal calendário é de suma importância para visualizar as datas de:

  • Inscrições abertas;
  • Prazo final para inscrição de candidato ainda não matriculado na instituição de educação superior em que deseja se inscrever.;
  • Prazo final para inscrição de candidato já matriculado na instituição de educação superior em que deseja se inscrever;
  • Vagas Remanescentes.

O prazo final para inscrição de candidato já matriculado na instituição de educação superior em que deseja se inscrever se encerra em 01/12/18. O cronograma Prouni para 2019 ainda não está disponível, porém o candidato poderá se manter atualizado acessando a página do Prouni.

Alunos da Rede Estadual de Ensino da Baixada Santista poderão ficar sem aula durante os próximos dias

Alunos da rede estadual de ensino da Baixada Santista poderão ficar sem aula durante os próximos dias devido a paralisação dos docentes. O Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo fará Assembleia no MASP dia 20 de junho às 14h, uma das principais reivindicações é a Revogação do Decreto 53037/08, que impõe vários prejuízos à categoria, entre eles, trabalhar em outra cidade.

Em reunião realizada no dia 13 de junho cerca de 30 mil professores aprovaram greve com início imediato até o momento, as escolas da região não foram atingidas pela paralisação, no entanto, cerca de 50% das unidades em todo o Estado já aderiram à greve. Os docentes reclamam dos baixos salários e a não alteração na contratação, substituição e remoção de professores para suas respectivas cidades.

A educação é de grande importância para o crescimento pessoal e profissional do ser humano, sendo assim, é importante que você se qualifique em uma escola de qualidade. Mas, se você não tiver condições não é problema, pois o programa Educa Mais Brasil fornece bolsas de estudos de até 70%.

Essas bolsas de estudos são para todos os níveis de ensino, desde o básico até a pós-graduação, a sua inscrição no Educa Mais pode ser realizada através do site do programa durante o ano todo. Assim, não há mais desculpas.

Quando o profissional presta concurso público, não sabe para qual cidade será encaminhado. Sendo assim, segundo o artigo 22, ele poderá pedir transferência para a sua cidade após três anos de trabalho na escola.

Além do Decreto 53037/08 os profissionais também reivindicam reajuste salarial, novo plano de carreira, fim da aprovação automática dos alunos, liberdade de cátedra, gestão democrática e autonomia da escola, limitação de alunos por sala de aula, melhores condições de trabalho, políticas adequadas para acabar com a violência nas escolas, gratificações, concurso público estadual, garantia de emprego e estabilidade a todos os professores e revogação da lei 1041/08 que limita a falta médica.

Segundo o sindicato dos professores, a greve é um direito constitucional, aprovada legitimamente pelos professores e foi o último recurso encontrado para que o governo respeite os profissionais e os alunos e atenda a pauta de reivindicações da categoria.

A Secretaria de educação recomenda que os alunos continuem frequentando normalmente as aulas.

Oportunidade de emprego na Polícia Militar

Uma excelente oportunidade para quem pretende ingressar nos quadros da Polícia Militar. O governador do Estado de Mato Grosso, Pedro Taques, anunciou que muito em breve será lançado o edital de abertura do concurso público para o posto de soldado, o Concurso PM MT 2019.

A autorização foi assinada na presença de representantes de cada instituição da área de segurança, do secretário de Estado de Planejamento, Marcos Aurélio Marrafon, além de alguns órgãos de imprensa.

É do conhecimento de todos aqueles que estão em busca de um cargo no setor público que o Concurso PM MT 2019 é um dos concursos mais aguardados do Estado.

Em se tratando de concorrência o concurso 2019 da Polícia Militar é um dos mais concorridos e devido a essa concorrência acirrada, muitas pessoas antes mesmo da divulgação do edital, na tentativa de aumentar suas chances de conseguir uma boa colocação no almejado cargo público, já estão se preparando, seja estudando sozinho ou com auxílio de um curso preparativo para concursos.

De acordo com declaração do próprio governador, aumentar o quadro de pessoal das forças de Segurança Pública do Estado é a maior demonstração de respeito ao cidadão, já que “não se faz Segurança Pública sem planejamento, estratégia, liderança e equipe”.

Em razão da alta demanda na área de segurança pública e da necessidade de renovação no quadro de profissionais devido a aposentadorias e afastamentos, o número de vagas previstas para o Concurso da PM MT 2019 é de 1200 vagas.

Requisitos, Vagas e Salário PM MT

Para concorrer às vagas, o candidato deverá possuir nível superior em qualquer área. A remuneração prevista é em torno de R$ 3.900,00.

O último concurso da PM MT ocorreu em 2013 e foi ofertada a mesma quantidade de vagas deste novo concurso, sendo 120 destinadas ao sexo feminino e 1.080 ao sexo masculino. A imprensa organizadora do concurso anterior foi a Fundação Professor Carlos Augusto Bittencourt – .

  • Veja também: Concursos Abertos e Previstos no Mato Grosso.

Além do exame intelectual, os candidatos foram submetidos também a avaliação psicológica, exame médico e odontológico, teste de aptidão física, além de investigação documental e funcional. Os candidatos aprovados foram submetidos a um curso de formação.

A remuneração para o cargo de soldado, de acordo com o último edital era R$ 2.366,79. O candidato, para concorrer à vaga, precisava ter o ensino médio completo, idade entre 18 e 25 anos. Altura mínima de 1,67 para homens e 1,57 para mulheres e carteira de habilitação.

Como ter direito a 70% de desconto em cursos

Estarão abertas, de 24 a 30 de julho, as inscrições on-line gratuitas para o Curso Básico de Libras. Nesta oportunidade, são oferecidas um total de 90 vagas – com turmas nos turnos manhã, tarde e noite. Podem participar da atividade de extensão pessoas com idade mínima de 16 anos.

O preenchimento das vagas será definido mediante sorteio no dia 31 de julho de 2019, às 17h, na coordenadoria do Curso de Letras Libras EaD do IFCE no campus de Fortaleza.  O resultado final será divulgado no dia 1º de agosto de 2019 neste site. Os candidatos classificados deverão comparecer presencialmente à unidade para realizar suas matrículas nos dias 1º e 2 de agosto de 2019, entre 13h30 e 18h.

Se você não possui condições financeiras para realizar o pagamento de um curso, poderá realizar a inscrição Educa Mais Brasil e concorrer a bolsas de estudos de até 70% no curso que você deseja, desde o ensino básico à pós-graduação.

Não perca essa incrível oportunidade, participe hoje mesmo do Educa+.

O Curso Básico de Libras é uma atividade do projeto de extensão ‘Aprendendo a conversar em Libras’ e tem carga horária total de 60 (sessenta) horas, sendo 48 (quarenta e oito) horas de aulas práticas e 12 (doze) horas de aula teóricas. As aulas serão ministradas de agosto a dezembro de 2019.

Detran promove leilão de 80 veículos e 906 sucatas

Para quem vai tirar a carteira de habilitação no Rio de Janeiro precisa saber sobre o simulado DETRAN RJ. Através do teste o usuário pode treinar seus conhecimentos para o trânsito. Inclusive o simulado DETRAN RJ funciona como um preparo para a aula prática.

Através do simulado o usuário pode verificar sua pontuação e sair bem na prova do DETRAN.

O interessante é que o simulado pode ser feito inúmeras vezes. Para se preparar veja a seguir mais detalhes do processo. Saiba também quais os impostos que se deve pagar quando se adquire um veículo, como o Seguro DPVAT RJ.

Requisitos para primeira habilitação

Para quem deseja conduzir um veículo é necessário passar pelo simulado Detran para tirar sua carteira de habilitação. Deste modo, para garantir este documento o usuário precisa passar por algumas provas.

Mas antes de decidir sobre a prova é preciso saber quais são as carteiras de habilitação, que são:

  • A: Motos
  • B: Carros
  • C: Caminhões
  • D: Ônibus e vans (com passageiros)
  • E: Carretas – veículos com unidades acopladas

No entanto, a primeira CNH só pode ser feita para duas categorias a “A” e “B”. Além disso, o candidato pode solicitar estas duas categorias juntas, porém é necessário fazer as 25 horas/aula.

Deste modo, para ter o direito a sua CNH, é preciso que o candidato siga os seguintes requisitos:

  • Idade mínima de 18 anos;
  • Saber ler e escrever;
  • Apresentar RG e CPF.

Como funciona o simulado DETRAN RJ

Para quem vai tirar sua 1ª Habilitação ou renová-la, é possível testar os seus conhecimentos e ver seu entendimento sobre a legislação de trânsito pelo simulado DETRAN RJ.

Pelo site do próprio DETRAN do RJ o usuário vai ver perguntas semelhantes da prova original. Para conseguir passar na prova original o usuário deve acertar em pelo menos 70% da prova, ou seja, 21 questões.

No geral as provas teóricas do DETRAN não são complexas, porém é fundamental treinar e estudar todas as questões de legislação de trânsito, sinalização, infrações de trânsito, meio ambiente e cidadania, direção defensiva, primeiros socorros e mecânica básica.

Como fazer Simulado DETRAN RJ

Para fazer a prova teórica candidato faz o teste pela internet pelo site do DETRAN RJ. No processo o candidato deve escolher apenas uma alternativa correta.

Todas as 30 questões são geradas de forma aleatória pelo próprio banco de dados do DETRAN RJ.

Inclusive o usuário irá utilizar o teclado do seu computador ou outro dispositivo e para marcar a alternativa correta.

Deste modo, para usar esta ferramenta criamos este guia abaixo para que você tenha ideia de como é simulado DETRAN RJ. Veja a seguir.

  • Para fazer o teste o usuário deve entrar no site oficial do DETRAN RJ;
  • Na própria página o usuário pode notar as instruções para que seja feito o exame;
  • Após basta selecionar os tipos de provas, seja: “Renovação”, “Teórica” e “ACC”;
  • Depois basta inserir os caracteres para confirmar;
  • No site é exibido um teclado próprio é por ele que o usuário vai responder todas as questões.

Para quem deseja se preparar para a prova o simulado é uma excelente opção lembrando que cada questão apresenta somente uma alternativa correta.

Milhares de veículos estão irregulares no estado

Mora no Rio de Janeiro e tem algum veículo? Se a resposta for sim, então se prepare para realizar o pagamento do IPVA 2019 RJ. Esse imposto incide sobre alguns proprietários de veículos. Quer saber como ficar em dia com os seus pagamentos? Acompanhe as informações sobre o IPVA 2019 RJ.

O IPVA, ou Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores, incide sobre todos os proprietários de veículos automotores como automóveis comuns, caminhões, ônibus, caminhonetes, aeronaves, alguns tipos de embarcações, entre outros. Neste artigo, reunimos as principais informações para que você se mantenha em dia com a justiça e não tenha problemas

Mora no Rio de Janeiro e tem algum veículo? Se a resposta for sim, então se prepare para realizar o pagamento do IPVA 2019 RJ. Esse imposto incide sobre alguns proprietários de veículos. Quer saber como ficar em dia com os seus pagamentos? Acompanhe as informações sobre o IPVA 2019 RJ.

O IPVA, ou Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores, incide sobre todos os proprietários de veículos automotores como automóveis comuns, caminhões, ônibus, caminhonetes, aeronaves, alguns tipos de embarcações, entre outros.

Neste artigo, reunimos as principais informações para que você se mantenha em dia com a justiça e não tenha problemas em circular com o seu veículo nas vias públicas do Rio de Janeiro e do Brasil todo.

Isenção IPVA 2019

Alguns veículos recebem a isenção do pagamento do IPVA. Isso significa que você, proprietário desses veículos, não precisa pagar por esse imposto. Para saber se o seu veículo está isento, veja essa lista a seguir:

  • Veículos pertencentes a partidos políticos;
  • Veículos automotores devidamente adaptados a portadores de deficiência física;
  • Veículos usados para transportar passageiros mediante a cobrança de tarifa, que utilizam ou não utilizam taxímetro;
  • Veículos utilizados oficialmente pelo Corpo de Bombeiros para combater incêndios;
  • Veículos que pertençam a instituições de ensino ou assistência social;
  • Veículos utilizados por instituições religiosas;
  • Veículos fabricados há pelo menos 15 anos.

Valor e Guia de Pagamento

A Secretaria da Fazenda do Estado do Rio de Janeiro é quem determina o valor do IPVA 2019 RJ. Esse valor sofre alterações todos os anos, pois o seu cálculo é feito com base nas alíquotas do estado e o valor venal do seu veículo com base na tabela FIPE 2019.

Para você consultar o valor e emitir a sua guia de pagamento do IPVA, caso tenha perdido a sua guia, é muito simples. Veja como proceder:

  • Acesse o site do Detran clicando aqui;
  • Digite os números da placa e do RENAVAM do seu veículo;
  • Clique em “Consultar veículo”.

O valor arrecadado com a cobrança desse imposto serve para diversas melhorias no município. Veja quais são:

  • Melhoria no asfalto;
  • Pintura e conservação da faixa de pedestre;
  • Implantação de radares e semáforos;
  • Melhoria de infraestrutura em todas as rodovias da região.

Como Realizar o Pagamento

O pagamento do IPVA 2019 RJ poderá ser realizado à vista ou parcelado em até 3 vezes sem juros e sem desconto. O pagamento à vista em cota única recebe um desconto de 10%.

Depois de ter a sua guia de pagamento nas mãos, basta se dirigir até uma agência do Banco do Brasil ou das Casas Lotéricas.

Conheça a Tabela do IPVA

A tabela com as datas de pagamento do IPVA 2019 RJ ainda não foi divulgada. A função desta tabela com o calendário de pagamento é informar aos proprietários de veículos quando eles deverão pagar o imposto.

A tabela é muito fácil de entender. Nela, você pode observar o número final da placa do seu veículo e as datas em que esse imposto deve ser pago.

Dr. Luiz Alberto Responde: Direitos do trabalhador demitido – Quais são?

Conheça os direitos do trabalhador ao se desligar do emprego

Há duas maneiras de se encerrar um contrato de trabalho. A chamada demissão pode ocorrer por iniciativa do empregado (a pedido), ou por iniciativa do empregador. Neste segundo caso, ela pode acontecer por justa causa, ou seja, quando o empregador tem um motivo previsto em lei para efetuar o desligamento do funcionário; ou sem justa causa, quando o motivo não está previsto em lei.

Diretos do Trabalhador Demitido

Diretos do Trabalhador Demitido

Se um trabalhador pedir demissão, ele terá direito às seguintes verbas rescisórias:

  • Saldo de salários, ou seja, os dias que trabalhou e que tem a receber;
  • Décimo terceiro salário proporcional aos meses que trabalhou;
  • Férias proporcionais aos meses que trabalhou;
  • 1/3 de férias calculado sobre o valor das férias proporcionais;
  • Aviso prévio, caso ele trabalhe o mês do aviso. O empregado deverá avisar seu empregador com antecedência mínima de 30 dias. Ele não precisa trabalhar estes 30 dias, mas, se optar por não trabalhar, poderá ter seu salário descontado.

Importante ressaltar que ao pedir demissão o trabalhador perde o direito sacar seu FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). Os valores depositados na conta vinculada do trabalhador continuam rendendo juros e correção monetária, mas só poderão ser sacados quando a situação se enquadrar às regras do fundo.

Demissão sem justa causa

Se o trabalhador for demitido sem justa causa, ele terá direito às seguintes verbas rescisórias:

  • Saldo de salários;
  • Aviso prévio no valor de sua última remuneração;
  • Décimo terceiro salário proporcional;
  • Férias proporcionais;
  • 1/3 de férias;
  • Saque do FGTS depositado na Caixa Econômica Federal;
  • Indenização de 40%, calculada sobre o total dos depósitos realizados na conta do FGTS durante o contrato de trabalho, devidamente corrigido, inclusive sobre os depósitos sacados durante a vigência do contrato;
  • Seguro desemprego, se o funcionário tiver trabalhado por, no mínimo,  seis meses.

Ao ser demitido sem justa causa, o empregador deverá avisar o trabalhador com, no mínimo, 30 dias de antecedência. É o chamado aviso prévio. Ao conceder esse aviso, o empregador poderá indeniza-lo, não exigindo que o trabalhador cumpra o serviço nestes dias.

Caso queira que o trabalhador cumpra o serviço neste período, o empregado pode optar por reduzir em duas horas suas jornada de trabalho diária ou ficar os últimos sete dias corridos sem trabalhar. O aviso prévio tem por finalidade garantir ao empregado a possibilidade de obter novo emprego.

Demissão por justa causa

É considerada justa causa para demissão quando o empregado comete algum ato faltoso que faz desaparecer a confiança e a boa-fé entre as partes, tornando necessário o encerramento da relação empregatícia.

Estes atos faltosos que justificam a demissão por justa causa podem se referir às obrigações contratuais ou à conduta pessoal do empregado e estão previstos no artigo 482 da CLT. Neste caso, o empregador não pode demitir sem especificar a falta cometida.

Na demissão por justa causa, o empregado deve receber o saldo de salário e as férias vencidas com acréscimo de 1/3 referente ao abono constitucional, caso tenha mais de um ano de empresa.

Perde, portanto, o direito ao saque do FGTS e ao décimo terceiro salário proporcional.

Com informações de MeuSalário.uol.com.br